Buildsphere

Tô brincando com o Buildr, uma ferramenta de build inicialmente focada em aplicações Java que extende o Ruby Rake e se inspira no Apache Maven . O primeiro teste que fiz foi aplicá-lo a uma versão que tinha do projeto Qwicket, que é um projeto de wicket + spring + hibernate. Uma espécie de quick start feito por um usuário do Wicket.
Um exemplo parrudo é o do Apache ODE. Repare na quantidade de subprojetos e depois veja o conteúdo do Rakefile. Até agora gostei do resultado.

Mas a pergunta que me faço com relação a esse assunto é: para sistemas de build, que sistema de tipos é o mais adequado: estático ou dinâmico?
Tem um pessoal que está experimentando com Scala. Não sei a quantas anda o Gosling, que era em Java(Algo me diz que, se for pra frente, vai ser apontando pra Scala).

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s